Desventuras de blogueiro

Então você começa a escrever um blog e ele não decola nem que a vaca tussa, aí você lê não sei onde, num desses blogs de experts, que para ele decolar você tem que divulgar. Aí você corre e cria uma comunidade no orkut para ter um contato mais direto com seus leitores, a comunidade começa a tomar uma boa parte do seu tempo mas você não descansa, blog de manhã e gerencia sua comunidade à noite.

Aí não se sabe por que cargas dágua você acha que não está legal ainda e resolve criar um grupo no Google para ter ainda mais acesso a seus leitores – e eles a você. A coisa vai de vento em popa, você passa a manhã procurando notícias, lendo emails e blogando, à tarde entra no grupo e bota uma ordem, à noite gerencia a comunidade do Orkut. E o blog vai indo bem, obrigado.

Mas você ainda não está satisfeito, não é ainda o que você quer, já nem vai mais trabalhar, fica em casa o tempo todo em frente do computador, até que vem a idéia brilhante: cria uma rede Ning. Aí você começa a dividir as tardes entre sua rede e sua comunidade, de manhã ainda escreve em seu blog.

Então você vê que tem um participante que escreve mais que você na comunidade e que as postagens dele recebem mais respostas que as suas, então decide deixá-lo como administrador e continua com seu blog, sua rede e seu grupo. Mas o blog começa a bombar e você tem que responder vários comentários por dia, são pedidos e mais pedidos, tem que fazer pesquisas e precisa da tarde livre, então pede ao membro mais proeminente de seu grupo que o gerencie para você. Como ninguém quer assumir o papel de administrador, deixa sua rede às moscas.

Depois de 6 meses volta à rede e descobre que ela teve mais sucesso depois que você parou de frequentar, deletaram sua comunidade por denúncias de abuso, o moderador clonou seu grupo e levou consigo todos os membros. Você passa a noite toda xingando-o pelo Twitter, perde metade dos seus seguidores. No dia seguinte, arrependido, escreve no seu blog espírita uma mensagem de amor e paz, o moderador do seu ex-grupo vai lá e o acusa de plágio, você fica morrendo de ódio e deleta o blog.

Aí você acorda no meio da noite, suando frio e babando, corre pra ligar o computador e descobrir que foi tudo culpa das biritas a mais que você tomou naquele coquetel de blogueiros onde você foi pra descobrir que as blogueiras gostosas que você sempre admirou na verdade são um casal de velhotes gays de barbicha branca e barrigudinhos.

Mas o que seria da gente sem internet?

Leia também: Juro que tentei

assinatura fundo preto peq

Uma resposta to “Desventuras de blogueiro”

  1. Adorei….hahahhahahhahhaa

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: