Memória compartilhada

Eu sempre me perguntei como é que eu posso ter uma memória prodigiosa para certas coisas e ser completamente desmemoriada para outras. Tudo bem que eu sei que coisa considerada irrelevante é deletada, mas no meu caso a lacuna é muito grande para ser considerada ‘queima de arquivo’.

No trabalho eu tenho uma memória de elefante, nada me foge em momento nenhum, mas em casa esqueço de coisas que deveriam ser óbvias até para o mais idiota dos mortais.

Outro dia estava conversando com meu marido e de repente se fez a luz no meu cérebro desmemoriado. Percebi que venho compartilhando a memória alheia. Explico: quando o meu cérebro sabe que alguém próximo tem determinada informação ele só deixa um ‘caminho’ tipo o nome da pessoa que tem a informação e libera espaço para coisas que só eu vou lembrar.

Então eu sei de absolutamente tudo sobre meus alunos, lembro cada detalhe do que aconteceu em cada aula e às vezes até eles se surpreendem com as coisas que eu consigo me lembrar. Mas esqueço o que está na ‘memória compartilhada’ de outra pessoa.

Quando ainda estava namorando meu marido estávamos falando de calças jeans e eu não conseguia lembrar o nome de um modelo, não tive dúvidas: era sábado lá pela 1 da manhã mas eu passei sms pra minha filha Adeline perguntando como é que chamam aquelas calças que vão até o tornozelo e são estreitas? Cinco minutos se passaram e lá vem a resposta: ‘cigarrete’.

Eu vivo nisso, pergunto a meu marido como é o nome do compositor daquela música que tocou na festa de… e cantarolo horrivelmente um pedacinho, ‘Oswaldo Montenegro’ me diz ele, que já está acostumado a compartilhar sua memória comigo.

E depois eu fiquei pensando: será que é sacanagem partilhar a memória alheia?

Anúncios

4 Respostas to “Memória compartilhada”

  1. Sonia da Rocha Lima Says:

    Acho que nossa memória só grava o que nos interessa!(Risos)
    Abafa o caso!
    Bjsss…milll

  2. Sonia da Rocha Lima Says:

    Amiga,me emocionei ao ler o que você escreveu.
    Obrigada pela sua amizade e pode ter certeza que a minha memória também não esqueceu de você.
    Voltei sim!
    Não tem jeito mesmo!
    Enfrentar e não fugir,né?
    Bjsss…milll

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: