E que venha o catingômetro!

A idéia apareceu assim do nada, mas parece que está sendo aprovada no post Os problemas com a chegada do calor, que trata daquele incômodo sovaco mal-cheiroso que alguns indivíduos e (por quê não dizer?) indivíduas também, insistem em esfregar bem no nosso nariz dentro do ônibus.

Como as empresas de transportes não estão com essa bola toda pra ficar contratando fiscais de axilas (outra brilhante idéia da escritora-inventora que aqui modestamente vos fala), a solução sugerida parece ser a fabricação de um catingômetro, geringonça essa que emitiria um apito quando o nível de catinga do sujeito estivesse acima dos níveis tolerados. Funcionaria mais ou menos como um misto de bafômetro com sirene de saída de fábrica.

Agora se me dão licença vou correndo registrar a idéia, vai que algum espertinho faz isso na minha frente. E você aproveite para ler o post e participar da enquete dando o seu voto para a solução desse problema pungente de nossas metrópoles de ônibus apinhados e fedorentos.

(Zailda Coirano)

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: