Padre casado realizou mais de 400 casamentos

Casado há 20 anos e com cinco filhas, o padre continuou sendo procurado pelos fiéis para realizar batizados e casamentos. Segundo ele, não enganou ninguém pois avisava a todos que era casado, e portanto impedido de celebrar cerimônias da igreja católica.

Ele conta que abandonou o celibato porque começou a questionar os dogmas da igreja, que considera machista.

Eu ainda acho que quem quer ser padre tem que se sujeitar aos votos. Se não concorda, que não seja padre. Se quer casar, já sabe que tem que abandonar a igreja. São opções que fazemos, como dizia Cecília Meirelles: ou isto ou aquilo.

Na vida temos que fazer opções e quem opta por ser um padre da igreja católica sabe que terá que fazer os votos de pobreza, obediência e celibato. Não vou entrar no mérito da questão SE está correto por parte da igreja exigir isso de seus padres, pois não sei ao certo em que se fundamenta essa exigência, mas é certo que todos os aspirantes a padre como a população em geral sabem que os votos são necessários para ordenar-se padre.

Levando-se em consideração os anos de preparação para a ordenação e os muitos estágios da mesma, não entendo como alguém que não acredita na instituição possa ordenar-se. Se eu fosse homem não seria padre porque não concordo com os votos, mas se por acaso me ordenasse, seria na certeza de que os cumpriria.

(Zailda Coirano)

4 Respostas to “Padre casado realizou mais de 400 casamentos”

  1. Excelente texto!
    Estudei em colégios de freiras a vida toda e hoje sou uma ex-fiel porque não concordo com certas mudanças e desparates que vejo hoje em dia.
    Ou é ou não é!
    Triste que meia dúzia consiga destruir uma instituição,seja ela qual for!!!
    Bjsss….milll…

  2. Vi na TV que no Oriente os padres podem ser casados, desde que tenham contraído matrimônio antes de se ordenarem padres. Por quê os padres que querem casar não vão para o Oriente?

    Acho que se queremos pertencer a uma instituição temos que seguir as regras, mas aqui no Brasil sempre acham um “jeitinho” de burlar a lei.

    Não acho que seja necessário que o padre faça voto de celibato, mas a Igreja acha e deve ter suas razões. Não faço idéia de quais são mas antes de se tornarem padres acho que os estudantes de teologia têm acesso a essa informação.

    Obrigada pela visita, venha sempre!

  3. Que entrevista mais mal feita, nem fala o nome do padre ….

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: