Eu, hein?

Penso e repenso e não tem jeito, a fonte secou… Preciso renovar as idéias urgente. Preciso de descanso, de férias. Afinal sou apenas uma mortal como os outros humanos. Surpresa! Está vendo? Confessei.

Não foi tão fácil quanto parece, todos sabem que faço o possível para parecer invulnerável e onipotente, mas tem hora que é melhor confessar o óbvio: também tenho meus limites. Preciso urgente de momentos para mim, quanto mais melhor, preciso ficar em casa, ouvir música, até ver TV eu preciso.

A inspiração está a quase zero, até pra escrever isso aqui preciso tirar lá do fundo, já estou na rapinha do tacho. As idéias vêm mas não vêm com muita precisão. E nem é aquela torrente de idéias brilhantes, é algo assim chegado no normal.

Normal. E quem é que veio aqui ler coisa normal? Isso é um diário – pressupõe-se que seja escrito diariamente – e do ócio – pressupõe-se que seja escrito por uma desocupada.

Mas – pasmem – o diário do ócio não tem sido diário, quando muito semanário, e de ócio não sinto nem o cheiro há décadas. Mas que quero curtir um ociozinho em breve, lá isso quero. Parco. Pouco. Insuficiente. Mas sempre ócio.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: